comunidade
cancelar
Mostrando resultados para 
Pesquisar então 
Você quer dizer: 

Base de conhecimento - Português

Recentemente, recebemos várias perguntas relacionadas a certificados SSL, como instalá-los e como configurar o Alteryx Server para utilizá-los. Embora o Guia de instalação e configuração do Alteryx Server aborde como habilitar SSL para o Alteryx Server, esse guia não trata de como obter um certificado nem de como instalá-lo para que possa ser utilizado pelo Server.   Existem várias ferramentas e métodos que você pode utilizar para obter um certificado SSL para usar com o Alteryx Server.  Neste artigo, nos concentraremos em como utilizar o OpenSSL para criar uma Solicitação de assinatura de certificado (CSR) para enviar a uma Autoridade de certificação (CA), gerar um certificado autoassinado, instalar o certificado e configurar o Alteryx Server para usar o certificado.   Observação: se você não tiver o OpenSSL instalado em seu servidor, é possível baixar um binário pré-compilado do Win32 ou Win64 em https://slproweb.com/products/Win32OpenSSL.html. Lembre-se que o OpenSSL não é desenvolvido ou mantido pela Alteryx. Não temos nenhuma afiliação com o projeto OpenSSL ou com o fornecedor desse binário pré-compilado. Assim, fique à vontade para usar qualquer implementação do OpenSSL com a qual se sinta confortável.   Criar uma Solicitação de assinatura de certificado com o OpenSSL:   Para gerar uma CSR, abra um prompt de comando de administrador no seu servidor e navegue até o diretório que contém o OpenSSL.exe e o arquivo de configuração. De lá, execute o seguinte comando:   openssl.exe req -config openssl.cfg -out NomedoServidor.csr -new -newkey rsa:2048 -nodes -keyout NomedoServidor.key   Você será solicitado a responder algumas perguntas relacionadas à sua organização e ao servidor. Você pode utilizar a captura de tela abaixo para referência, mas lembre-se de que as respostas devem ser baseadas nas informações da sua organização e do seu servidor.     Esse comando criará dois arquivos no mesmo diretório com extensão .csr e .key. É preciso apresentar esses arquivos à sua CA para que seu certificado seja criado. Pode ser tanto uma CA interna quanto pública, como Verisign, GeoTrust, DigiCert, Entrust, StartCom etc. A CA fornecerá a você um certificado assinado como um arquivo .crt, .cer, .pem ou .pfx.   Criar um certificado autoassinado com o OpenSSL:   Você também pode utilizar o OpenSSL para gerar um certificado autoassinado. Embora isso não seja recomendado para ambientes de produção, existem diversas razões pelas quais se desejaria criar um. Entre elas, ambientes de desenvolvimento ou de laboratório e testes para confirmar a funcionalidade antes da compra de um certificado de uma CA pública. Independentemente da razão, é possível fazer isso com o seguinte procedimento:   Abra um prompt de comando de administrador e navegue até seu diretório do OpenSSL. De lá, execute estes comandos:   openssl.exe req -config openssl.cfg -x509 -sha256 -nodes -days 365 -newkey rsa:2048 -keyout NomedoServidor.key -out NomedoServidor.crt openssl.exe pkcs12 -export -out NomedoServidor.pfx -inkey NomedoServidor.key -in NomedoServidor.crt   O primeiro comando gera um certificado assinado (arquivo .crt) e uma chave privada (arquivo .key). O segundo comando cria um arquivo combinado de certificado e chave em formato .pfx a partir do certificado e da chave gerados. Tenha em mente que você será solicitado a responder as mesmas perguntas ou perguntas semelhantes que se estivesse gerando uma CSR. Veja as capturas de tela abaixo:       Observação: como mencionado anteriormente, não recomendamos o uso de certificados autoassinados em ambientes de produção.   Instalar o certificado:   Após receber o certificado assinado da CA ou gerar um certificado autoassinado, é preciso instalá-lo. Para instalar o certificado, é necessário abrir um Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) para acessar o snap-in de certificados seguindo estas etapas:   Clique em Iniciar e, em seguida, em Executar. Na linha de comando, digite MMC e clique em OK. No Console de Gerenciamento Microsoft (MMC), no menu Arquivo, clique em Adicionar/Remover snap-in. Na caixa de diálogo Adicionar/Remover snap-in, clique em Adicionar. Na caixa de diálogo Adicionar snap-in autônomo, selecione Certificados e clique em Adicionar. Na caixa de diálogo Snap-in de certificados, selecione o botão de opção Conta do computador, pois o certificado precisa estar disponível para todos os usuários, e clique em Avançar. Na caixa de diálogo Selecionar computador, deixe selecionado Computador local: (o computador no qual este console está sendo executado) e clique em Finalizar. Na caixa de diálogo Adicionar snap-in autônomo, clique em Fechar. Na caixa de diálogo Adicionar/Remover snap-in, clique em OK.   O próximo passo é importar de fato o certificado. Para fazer isso:   Expandir certificados > Pessoal Clique com o botão direito do mouse em certificados em Pessoal. Selecione Todas as tarefas > Importar.     Isso abrirá o assistente de importação de certificados.     Clique em Avançar       Navegue até o arquivo de certificados fornecido pela CA ou o arquivo pfx gerado pelas instruções de autoassinatura. Clique em Avançar   Se estiver utilizando um certificado autoassinado ou se a CA tiver emitido um certificado que inclui a chave privada, a senha será solicitada. Caso contrário, essa etapa será ignorada pelo assistente de importação.     Digite a senha Marque a caixa para sinalizar essa chave como exportável Clique em Avançar   A próxima tela pedirá para confirmar o local onde deseja colocar o certificado. O repositório de certificados já deve estar definido como "Pessoal".      Se necessário, defina o repositório de certificados como Pessoal Clique em Avançar Na próxima tela, clique em Concluído.   Se estiver instalando um certificado autoassinado, é necessário repetir esses passos para definir o servidor local como uma autoridade confiável. Para fazer isso, instale o certificado uma segunda vez seguindo os mesmos passos acima. Porém, desta vez, instale-o no repositório das Autoridades de Certificação de raiz confiáveis, em vez do repositório Pessoal. É possível expandir as Autoridades de Certificação de raiz confiáveis clicando com o botão direito do mouse em certificados e escolhendo Todas as tarefas > Importar, ou alterando o repositório de certificados ao final do assistente de importação.       Configurar o Alteryx Server para utilizar o certificado:   Neste ponto, você pode seguir as instruções detalhadas do Guia de instalação e configuração do Alteryx Server para concluir a configuração. Como alternativa, você pode seguir com estas instruções simplificadas.   Primeiro é necessário coletar a impressão digital do certificado que foi instalado. É possível fazer isso em MMC > Certificados > Pessoal > Certificados, clicando com o botão direito do mouse no certificado instalado e selecionando Abrir. Isso abrirá um diálogo de certificado para o certificado instalado. Selecione a guia Detalhes e encontre o campo Impressão digital. Copie o valor e remova todos os espaços (por exemplo, 74d4ca722e2954cd225f9b4697d2fc7f6747194c)     Em seguida, é necessário vincular a porta http 443 ao certificado. Para isso, abra novamente seu prompt de comando de administrador. Execute o comando a seguir, certificando-se de substituir o certhash pelo valor de impressão digital capturado:   netsh http add sslcert ipport=0.0.0.0:443 certhash=‎74d4ca722e2954cd225f9b4697d2fc7f6747194c appid={eea9431a-a3d4-4c9b-9f9a-b83916c11c67}     Para verificar se a vinculação está correta, você pode executar o seguinte comando:   netsh http show sslcert       Observação: ao renovar um certificado expirado ou prestes a expirar, é necessário excluir a vinculação atual (netsh http delete sslcert ipport=0.0.0.0:443), capturar a impressão digital do novo certificado e vincular novamente o certificado utilizando as instruções acima.   Para a etapa final, é necessário configurar o serviço do Gallery para usar o SSL. Para isso, abra as Configurações de sistema do Alteryx e clique em Avançar até chegar ao Gallery > Geral. Assim que estiver lá, encontre a seção Endereço básico e marque a caixa para Habilitar SSL. Em seguida, clique em Avançar, Finalizado ou Concluído, conforme apropriado, para aplicar as alterações de configuração e reiniciar o serviço Alteryx.     Observação: o URL também deve coincidir com o nome para o qual o certificado foi emitido. Assim, se o certificado foi emitido para o nome de domínio totalmente qualificado do servidor (por exemplo, hostname.domain.tld), seu URL deve coincidir com isso utilizando https://hostname.domain.tld/gallery/. Se o certificado foi emitido apenas para o nome do host, é necessário utilizar https://hostname/gallery/. Se não houver correspondência entre o URL e o certificado, o serviço não será iniciado corretamente.       Versões aplicáveis: Alteryx Server 10.0 e 10.1 Créditos:
Ver artigo completo
Este artigo traz orientações sobre o processo de instalação do Alteryx Server e contém vários links para materiais relacionados. Observe que este artigo não substitui o guia oficial Ajuda do Server para administradores   O Alteryx Server inclui: Uma instância do Alteryx Designer hospedada no computador do Server, que funciona essencialmente como uma instalação autônoma do Alteryx Designer de administrador. Ferramentas preditivas (opcional) que instalarão macros baseadas no R para análises de Investigação de dados, Preditivas, Teste AB, Série de tempo, Agrupamento preditivo e Prescritivas. Alteryx Analytics Gallery, que permite aos usuários carregar e compartilhar seus fluxos de trabalho, macros e aplicativos. Agendador do Alteryx, que permite o agendamento de trabalhos regulares (diários, semanais, mensais etc.) para geração de relatórios ou automação por meio dos fluxos de trabalho do Alteryx. Um MongoDB (ou banco de dados SQLite), que armazena os arquivos e dados utilizados pelo Gallery e pelo Agendador. Suporte para executar fluxos de trabalho do Alteryx por linha de comando (Introdução à linha de comando do Server).    **Se estiver atualizando o Alteryx Server** Spoiler Interrompa o serviço Alteryx (AlteryxService). Faça backup do MongoDB. Consulte estes artigos: Backup e recuperação do Alteryx Server - Parte 1: melhores práticas Backup e recuperação do Alteryx Server - Parte 2: procedimentos Se estiver atualizando da versão 9.5 ou anterior, será necessário executar um utilitário de migração durante o processo de instalação para atualizar para o Mongo 3.0. Procure pela caixa de seleção abaixo: se perder esta etapa ou tiver outras dificuldades, consulte este artigo ou entre em contato com o Suporte ao Cliente para obter assistência. Certifique-se de que possui espaço suficiente em disco para comportar o tamanho do MongoDB existente. Como precaução de segurança, o serviço Alteryx não será iniciado se não houver espaço suficiente para um backup completo do MongoDB no computador servidor. Isso significa que, se houver centenas de aplicativos, trabalhos do Agendador e resultados de fluxos de trabalho carregados em um MongoDB de 20 GB, o servidor deverá dispor de, no mínimo, 20 GB de espaço livre no disco.  Interrompa o serviço Alteryx (AlteryxService). Faça backup do MongoDB. Consulte estes artigos:Backup e recuperação do Alteryx Server - Parte 1: melhores práticas Backup e recuperação do Alteryx Server - Parte 2: procedimentos Se estiver atualizando da versão 9.5 ou anterior, será necessário executar um utilitário de migração durante o processo de instalação para atualizar para o Mongo 3.0. Procure pela caixa de seleção abaixo:se perder esta etapa ou tiver outras dificuldades, consulte este artigo ou entre em contato com o Suporte ao Cliente para obter assistência. Certifique-se de que possui espaço suficiente em disco para comportar o tamanho do MongoDB existente. Como precaução de segurança, o serviço Alteryx não será iniciado se não houver espaço suficiente para um backup completo do MongoDB no computador servidor. Isso significa que, se houver centenas de aplicativos, trabalhos do Agendador e resultados de fluxos de trabalho carregados em um MongoDB de 20 GB, o servidor deverá dispor de, no mínimo, 20 GB de espaço livre no disco.  Instruções para instalação: 1. Faça o download da versão mais recente na Página de Downloads.     2. Execute o instalador com direitos de administrador.       3. Siga o assistente ao longo do processo de instalação. 4. Se desejar instalar as ferramentas baseadas no R, selecione Instalar ferramentas preditivas quando solicitado.     5. Se ainda não estiver licenciado, o assistente solicitará uma chave de licença.   Se essa tela não for carregada imediatamente, ela sempre poderá ser acessada de dentro do Designer.   6. Configure o Alteryx Server nas Configurações do sistema, que podem ser acessadas de três maneiras: Se você selecionou Configurar o Server agora na última página da instalação, elas serão abertas automaticamente. A instalação colocará um atalho na sua área de trabalho:   Pelo Alteryx Designer:   Configuração:   A configuração é um tema bastante extenso. Consulte o material de referência para obter mais informações: Ajuda do Alteryx Server para administradores Dimensionar o Alteryx Server: Considerações sobre o escalonamento do Alteryx Server Medir e dimensionar um Server privado Dimensionar um Server privado: cinco passos para uma produtividade melhor Migrar e dimensionar o MongoDB no Alteryx Server   Referências adicionais: Configurando o Alteryx Server para SSL: obtenção e instalação de certificados Executando o Alteryx Server em uma porta que não seja a 80 Um mergulho mais profundo no registro em log do Server Alteryx Server no Azure Implantando o Alteryx Server com o Chef   Como sempre, não hesite em entrar em contato conosco por meio do Suporte ao Cliente caso tenha qualquer problema.
Ver artigo completo
Este artigo é um guia de como instalar uma macro, para que ela possa ser acessada a partir da paleta de ferramentas no Designer.    Baixe ou salve uma macro em um diretório Abra o Alteryx Designer Clique em Opções > Configurações de usuário > Editar configurações de usuário Clique na guia Macros dentro da janela Configurações do usuário Clique no ícone + e selecione o diretório utilizado para salvar sua(s) macro(s) Digite um Nome da categoria para o diretório aparecer como no Designer Clique em OK A(s) macro(s) aparecerá(ão) agora na categoria especificada Pontos a considerar:       - todas as macros dentro da pasta especificada serão instaladas       - a categoria especificada na macro Metainformações terá prioridade sobre o Nome da categoria especificado na etapa 6:     Dica adicional: Uma macro pode ser adicionada a um fluxo de trabalho sem instalá-la.  Para isso, clique com o botão direito do mouse em uma parte em branco do seu fluxo de trabalho, selecione Inserir > Macro... e navegue até o local da macro que deseja inserir.
Ver artigo completo
Se estiver interessado em executar o Alteryx no seu Mac, dê uma olhada nas sugestões a seguir.  Não se esqueça que, no momento, o Alteryx não é oficialmente compatível, mas, por entendermos que temos clientes com essa necessidade, gostaríamos de ser proativos sobre os benefícios e as deficiências da execução do Alteryx em um Mac por meio de ambiente virtual.   Embora o Alteryx seja nativo do Windows, há duas maneiras de instalar o Alteryx em um Mac. 1) Utilize o BootCamp – Integrado ao OSX. 2) Utilize um produto de máquina virtual (emula o Windows no OSX) – VMWare ou Parallels, dentre outros.   BootCamp - Prós · Acesso completo ao hardware para necessidades mais pesadas de CPU (o Alteryx será executado mais rapidamente na Configuração de BootCamp). · Gratuito, incluído em todos os Macs novos. · Facilidade de configuração no Mac para partição BootCamp.     BootCamp - Contras · Mais "geek", exige mais conhecimento e habilidades com computadores. · É necessário inicializar no OSX ou no Windows durante a inicialização mantendo a tecla de opção pressionada (para alternar se outro estiver configurado para iniciar primeiro). · Pega malware como um PC, difícil de erradicar, pode afetar o OSX. · É necessário manter a partição do OSX na unidade para atualizações, firmware, reparos. · Mais difícil de consertar e reparar do que um PC genérico para o qual o software de terceiros para Windows foi projetado. · Tem suporte apenas para o Windows 7 (a versão recente do OSX também tem suporte para o Windows 8).   Software de máquina virtual - Prós . Executa o SO convidado em uma janela no OSX, mais fácil para usuários novos e para aqueles que ainda não estão seguros. . Fácil de alternar do OSX para o Windows para o Linux de um lado para o outro, até quantos sistemas operacionais sua RAM puder suportar. . As versões comerciais do software da VM podem copiar o BootCamp atualmente instalado e utilizar esse Windows no OSX para obter o melhor das versões da máquina virtual E do BootCamp. . Mais fácil de utilizar, os "instantâneos" do estado do SO convidado podem ser revertidos em segundos para atualizações/problemas de malware. . Executa a maioria das versões de SO, Windows XP, Vista, 7, 8, Linux e edições OSX Server apenas (VMed Lion em Lion, ok). . Execute mais de um SO convidado ao mesmo tempo com RAM e espaço em disco suficientes. . Mais fácil de usar para a maioria dos programas de SO convidado leves, sem necessidade de inicialização dupla, execute o SO convidado como um arquivo em um programa. . Algumas possibilidades de integração, copiar e colar, pastas compartilhadas etc. entre os dois ou mais SOs. . Mais fácil de escapar de problemas por meio do software da máquina virtual ou do "Forçar encerramento" do OSX.   Software de máquina virtual - Contras . O SO convidado não tem acesso ao hardware, sem Direct X, animação 3D limitada/lenta aprox. 1/5 da velocidade como inicialização nativa, realmente só mostra jogos 3D etc. . Exige mais RAM, máquina mais potente: mais de 4 núcleos, mais de 4GB de RAM, de preferência placa de vídeo dedicada. (2 núcleos de 2GB de RAM possível, mas não recomendado). . É necessário compartilhar RAM e núcleos com o OSX. . Não é possível executar as versões OSX Client (exceto Lion em Lion), pois a Apple assim solicitou. Gostaria de agradecer David Sommers por sua ajuda na elaboração desta diretriz! Até a próxima! Chad Siga-me no Twitter! @AlteryxChad  
Ver artigo completo